A EXPLICAÇÃO DO FATO
A natureza concedeu-nos dois olhos e dois ouvidos para podermos ver e ouvir as dimensões espaciais e sonoras. E assim acontece também com os nossos sentidos do olfato e da gustação. De fato, se taparmos uma de nossas narinas poderemos até distinguir o aroma de um determinado perfume, mas não sentiremos todo o esplendor e suas nuances quando percebidos através de ambas narinas. Se colocarmos uma pitada de sal sobre a língua mas não a comprimirmos sob o palato, a percepção salina se torna ausente.Apenas com um dos ouvidos jamais teremos certeza da direção de onde ocorreu um som. Quanto aos olhos, então nem se fala: se taparmos uma de nossas vistas perderemos totalmente a noção de distância. Experimente dirigir, ou melhor, nunca dirija com um olho tapado; o risco de um acidente ocorrer é surpreendentemente enorme. É uma pena que as representações gráficas (cinema, tv, revistas, fotos, etc., se apresentem para nós em apenas duas dimensões. É o mesmo que olharmos para algo com um olho só e o nosso consciente ressente-se por isso e nem dá importância ao fato pois para ele os parâmetros tridimensionais se encontram ausentes e por causa disso há pouca retenção na memória, tornando-se a imagem confusa e quase indecifrável pela falta desses parâmetros espaciais que fazem parte dos nossos sentidos objetivos. Observa-se que um estereograma com simbologia de fácil visualização tem "fixado" sua imagem na mente das pessoas por um período de tempo extraordinariamente longo.




E qual a explicação para isso? É que quando olhamos um estereograma nós o fazemos por inúmeras vezes tal sua atração e beleza. De fato, essa representação subliminarprovoca um incontido desejo de se decifrar o que de oculto nela se encerra, tamanho o encantamento exercido em nosso inconsciente. Esse fascínio cresce à medida em que essas imagens camufladas vão sendo decifradas e que despertam emoções de caráter eufórico pela súbita descoberta. Diante dessa evidência perceptiva, direcionamos nossa atuação na criação de símbolos sensoriais de grande penetração os quais passamos a chamar de "estereomarketing", ou seja, estereogramas publicitários comerciais tridimensionais.
Com base no que foi exposto, o logotipo ou um produto de sua empresa que se pretenda "fixar" na mente do cliente deverá ser a imagem "oculta". Mas, onde e como usá-la? Há inúmeras maneiras de divulgação. Pode-se empregá-la com sucesso, por exemplo, no próprio site (estereoweb), através de mala-direta, panfleto, álbum, folder, boletim, embalagem, calendário, tecido, roupa, revista, cartaz, banner, pôster, etc. Infelizmente nem toda imagem pode ser empregada: logomarca ou produto com muitos detalhes não favorecem a visualização e, por conseguinte, dificultam a retenção memorial. Deve-se empregar imagens pequenas e simples para que se produza uma leitura rápida e agradável.Simplicidade é a chave do sucesso. Deu para perceber?
Agora clique aqui e veja uma forma bastante simples de impulsionar a sua empresa para o sucesso!

VOCÊ GOSTOU E VAI PEDIR SEU ESTEREOMARKETING

Dúvidas? Fale conosco clicando em: info@estereomagia.com.br

Abaixo expomos alguns exemplos, com nomes e figuras hipotéticas que poderão ser utilizados e estão numerados para facilidade de referência.


Clique sobre o estereograma para vê-lo em tamanho maior.

exemplo 01exemplo 02exemplo 03
exemplo 04exemplo 05exemplo 06
exemplo 07exemplo 08exemplo 09