blobo

A nossa vida é, evidentemente, vivida em três dimensões.
Atrás, à frente, longe, perto, são palavras correntes mesmo para crianças pequenas.
Entretanto, na troca de informações, idéias e imagens, sentimo-nos limitados a um mundo de duas dimensões, situação essa que nos causa diariamente alguns equívocos.
As representações de imagens, simplesmente impressas em papel ou projetadas na tela de um televisor, são e continuarão sendo bidimensionais.
Acostumamo-nos a esta situação porque as imagens fazem parte do cotidiano de nossas vidas.
Portanto, compreende-se que qualquer excessão a esta regra nos cause uma certa curiosidade e mesmo admiração.
Entre as inúmeras técnicas, desenvolvidas para passar do flatland bidimensional ao nosso mundo tridimensional, a mais simples e antiga é a plástica e a mais recente e complicada é a holografia.
Entre os dois extremos, e talvez a mais fascinante, encontra-se a estereografia. Observando as figuras acima, com os olhos em posição divergente, poderemos ver um globo ocular situado "além" de uma circunferência transparente azul. Clique aqui para aprender as técnicas utilizadas para a visualização.